Fraudulent Job Ads

KION Group alerta sobre anúncios de empregos falsos

O KION Group e KION South America alerta sobre falsos anúncios na Internet relacionados à empresa. Os criminosos realizam, entre outras coisas, entrevistas de emprego com candidatos antes de, por exemplo, exigir dinheiro para softwares ou taxas de intermediação, explica Ruth Schorn, Chief Compliance Officer do KION Group em Wiesbaden. Atualmente eles têm recebido praticamente toda semana avisos sobre ocorrências desse tipo vindos de todas as partes do Grupo: “Alguém está utilizando o nome da KION para inserir anúncios de emprego falsos na Internet”, ela relata.

Os candidatos podem se proteger conferindo se a vaga oferecida também é encontrada no website do KION Group. Se ela não estiver no site, um telefonema para o departamento de RH da empresa pode esclarecer se a oferta realmente existe. Os candidatos devem utilizar apenas dados de contato que encontrarem nos sites do KION Group. Os candidatos devem utilizar, portanto, apenas dados de contato que encontrarem nos sites do KION Group ou KION South America.

Os impostores pedem aos candidatos, em uma conversa online, que comprem e baixem um software que supostamente seria necessário para o futuro trabalho em home office. Ou cobram uma taxa de intermediação para que o processo de candidatura seja concluído. A KION nunca age assim!

“Que eu saiba, ninguém caiu no golpe até agora”, diz Ruth Schorn. No entanto, os impostores estão em todos os lugares e não utilizam apenas o KION Group para essa fraude, de forma que deve ser apenas uma questão de tempo até que um candidato caia no golpe. Segundo Ruth Schorn,essa fraude não pode ser impedida tecnicamente, pois o golpe não funciona por meio de manipulação dos sistemas de IT da KION.

Até agora sabe-se de casos desse tipo, no que diz respeito à KION, na Alemanha, América do Norte e no Brasil. Pede-se aos candidatos que informem seus dados pessoais e, por exemplo, como nos Estados Unidos, forneçam o número de seu seguro social.

Na Alemanha, as tentativas de fraude foram semelhantes. Anúncios de emprego falsos procuravam, por exemplo, funcionários para o departamento de RH. Candidatos que enviaram todos os documentos e dados necessários nunca mais foram contatados pelos impostores, portanto, nesses casos as autoridades investigadoras supõem tratar-se certamente de roubo de identidade.